"Se eu tiver vendo, eu cegue!" novo show de Muniz do Arrasta-pé


"Se eu tiver vendo, eu cegue!", esse é o título do novo show Muniz do Arrasta-pé, artista que só tem alegria no rosto, apesar de não enxergar com os olhos, mas vê muito como o coração, como ele mesmo fala em uma dais faixas do seu quarto álbum musical, lançado em 2014, inclusive contendo a última gravação de Dominguinhos em estúdio.
Guerreiro, insistente e sempre de bom humor, Muniz do Arrasta-pé leva mensagens de otimismo a todos que o assistem. Aos dez anos de idade, já começava a perceber as dificuldades enfrentadas pelo seu pai para manter os filhos, pois o mesmo também estava começando a perder sua capacidade de enxergar. Mesmo sendo ainda uma criança, pensou em uma maneira de ajudar seu pai e seus irmãos. Foi assim que surgiu a ideia de aprender tocar algum instrumento musical. Seu Adélio, pai do futuro sanfoneiro, consegue com um amigo uma sanfona de 32 baixos, e ainda em troca de favores conseguiu aulas do instrumento para seu filho.
Apesar de nunca ter escutado som de nenhum instrumento de perto, naquele dia inesquecível, Muniz lançou mão da sanfona imediatamente, não aceitando as aulas do sanfoneiro, e começou a executá-lo sozinho.
No ano de 1997, Muniz gravou seu primeiro CD, intitulado "Rotina do Sertão", com doze faixas, das quais nove é de autoria do próprio. Muniz realizou shows nas melhores casas e também foi destaque nos principais noticiários da cidade (jornais do estado e emissoras de rádio e TV). Em 2004, gravou seu segundo trabalho. O CD vendeu cerca de duas mil cópias na época.
Em 2007, participou da trilha sonora do filme "Itairé na Praia", que foi exibido pela Fundação Joaquim Nabuco sob a regência do maestro Lívio Tragtemberg. No mês de outubro de 2008, fez uma turnê em dez cidades do estado de São Paulo exibindo o mesmo filme no circuito promovido pelo SESC-SP.
No ano de 2010, gravou seu terceiro CD intitulado "Romeiros do Destino", com músicas de nomes consagrados como Maciel Melo, Nando Cordel, Petrúcio Amorim, Xico Bizerra, Israel Filho, dentre outros. Desta vez, o CD vendeu cerca de 5.000 cópias. Em 2010 e 2012, integrou a programação oficial do Festival de Inverno de Garanhuns, Realizou também vários shows em Brasília, Casa do Cantador do Brasil, 11º Arraial da Feira da Guabiruba e no 4º Arrraial da Feira do Produtor, além de vários shows nos polos de animação do Recife, Sítio da Trindade, Pátio de São Pedro e no Pátio Dona Lindu e shows em muitas cidades do estado de Pernambuco.
Em 2014, gravou um álbum que ficou para a história, sendo um dos últimos a gravar com o mestre Dominguinhos. O álbum intitulado "O Baião de Luiz" conta com 22 faixas. Shows e Eventos: (81) 9.9604-4870

Comentários