Luiz Gonzaga é o mais novo doutor honoris causa da UFRPE

O cantor e compositor Luiz Gonzaga (post mortem) é o mais novo doutor honoris causa da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Na emocionante solenidade de outorga da honraria, realizada nesta quinta-feira, o diploma foi entregue ao sobrinho do Rei do Baião, o compositor e estudante de agronomia Sérgio Gonzaga.

A cerimônia foi acompanhada por estudantes, servidores da UFRPE, autoridades políticas, representantes da cultura nordestina e amigos do homenageado. Entre eles, a viúva do principal parceiro musical de Gonzaga, Zé Dantas, Iolanda Dantas. Na mesa, presidida pela reitora da UFPRE, Maria José de Sena, estavam o vice-reitor, Marcelo Carneiro Leão; Sérgio Gonzaga e os representantes do IFPE, Eric Viana; da UFPE, Tecina Lustosa; da Unicap, Aline Grego; e do Exército, Odilon Sampaio.

O professor Severino Mendes Júnior, autor da proposta de concessão do título, ressaltou que Luiz Gonzaga foi um autêntico representante da cultura nordestina por divulgar os costumes e as tradições do povo da região. “Cantou a fauna e a flora da caatinga com mensagens conservacionistas. Foi o mais ilustre nordestino que espalhou para todo o Brasil e para o mundo o ritmo do baião, bem como a cultura popular do Nordeste”, declarou.

O jornalista Francisco José – que, ao lado da jornalista Beatriz Castro, representou o programa Nordeste Viver e Preservar, onde o docente teve a ideia de concessão da comenda – parabenizou a iniciativa por se tratar de uma das mais significativas homenagens das poucas que, segundo ele, foram feitas ao ídolo. “É um título muito merecido para quem realizou tudo o que Luiz Gonzaga alcançou. Ele é imortal e certamente está entre nós dizendo: eu sou rei e agora sou Honoris Causa da Universidade Federal Rural de Pernambuco”, enfatizou.

Para o vice-reitor da UFRPE, Marcelo Carneiro Leão, Luiz Gonzaga cantou a fauna e a flora e, em especial, a gente, que é de quem trata a Universidade Rural, cada um no seu campo do conhecimento: o popular e o científico. “Luiz Gonzaga, como a UFRPE, vem se renovando a cada dia através de sua obra”, sublinhou.

A reitora, Maria José de Sena, declarou-se muito honrada em poder realizar a outorga do título a quem considerou um homem de amor acima de tudo. De acordo com a reitora, a história da UFRPE e do Rei do Baião possui laços fortes, a começar pelo fato de terem nascido no mesmo ano. “Cantaram em linguagens diferentes os animais e a vegetação. Luiz Gonzaga de forma poética e a UFRPE de maneira científica. Ele foi o maior psicólogo que o Nordeste já teve, pois amenizava a dor. A UFRPE é que agradece a possibilidade de fazer esse reconhecimento público ao grande homem que foi Luiz Gonzaga do Nascimento”.

A homenagem se deve às comemorações coincidentes do centenário do Rei do Baião e os 100 anos dos primeiros cursos da UFRPE. A proposta foi formalizada e aprovada, por meio da Resolução nº 158/2012, pelo Conselho Universitário da UFRPE.

O Título de Doutor Honoris Causa é concedido a personalidades que tenham se distinguido pela sabedoria ou pela atuação frente a artes, ciências, filosofia, letras ou das relações com a sociedade. A UFRPE já concedeu o título a personalidades como o escritor Ariano Suassuna, religioso Dom Helder Câmara e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na ocasião, houve apresentação musical com a Retreta da Polícia Militar em homenagem a Luiz Gonzaga.

FONTE: UFRPE

Comentários