Mardônio lança CD em homenagem a Luiz Gonzaga




Mardônio tem nome de forrozeiro, é sanfoneiro e acaba de gravar um disco de xotes e forrós. Antes de seguir carreira solo, Mardônio foi componente da banda chá de zabumba, tocou com Novinho da Paraíba, Petrúcio Amorim, Jorge Silva, Banda Som da terra, entre outros.
Em seu segundo CD, Mardônio fez diferente, repaginou o intitulado “mamulengo” bebendo de uma inspiração universal e adicionando um tempero todo especial. Cuidadoso e audacioso, Mardônio mescla batidas quase palpáveis e de um cuidado criativo inspirador. De um talento e personalidade impar, Mardônio foi reconhecido com a admiração mútua de grandes nomes. Conta com um repertório batizado por Alceu Valença, Miguel Marcondes, André Melo, Flávio Souza e Rogério Rangel, além do próprio Mardônio que assina três faixas de “Voltando pra nós dois”. O álbum vai do forró ao frevo, passando pelo xote e pela batida envolvente da embolada. Agora todos poderão desfrutar de um disco de qualidade indiscutível, feito pra quem gosta da boa música e de sacudir o esqueleto.
Atualmente, Mardônio finaliza o novo CD em homenagem ao Rei do Baião, Luiz Gonzaga.  E não para por aí, recentemente gravou participação no filme de Alceu Valença, A luneta do tempo, mostrando que seus dotes vão além dos musicais. Defendeu caboclinho de sua autoria no Festival de músicas carnavalescas do Recife 2012, além de participar de festivais internacionais, como o de Lion, na França.
Mardônio é administrador de empresas, estudou piano no conservatório pernambucano de música, é Recifense, mas carrega Olinda no coração.

Comentários