Humberto Teixeira e Anastácia são homenageados do ciclo Junino no Recife


O Prefeito do Recife, João da Costa, anunciou em entrevista coletiva, realizada no início da tarde desta segunda-feira (17), que os homenageados do São João da capital pernambucana serão dois importantes nomes para as tradições nordestinas: o compositor e instrumentista Humberto Teixeira (i.m.) e a cantora e compositora Anastácia. “Desde o início da nossa gestão, estamos firmes no objetivo de resgatar o São João do Recife, tendo como foco a valorização das tradições nordestinas e também abrindo espaço para os novos talentos que surgem e também trabalham pela preservação do forró, do baião, do coco e de todas as expressões de nossa cultura”, colocou João da Costa. Na coletiva, estavam presentes o secretário de Cultura, Renato L; a presidente da Fundação de Cultura Cidade do Recife (FCCR), Luciana Félix; o coordenador executivo do São João, Luiz Cleodon Valença; o vereador Inácio Neto; e a diretora do Memorial Luiz Gonzaga, Leda Dias, além de assessores e imprensa local.

A cantora Anastácia estava presente à coletiva. Muito emocionada, disse que a homenagem a pegou de surpresa: “Saí do Recife nos anos 60 e, desde então, vivo em São Paulo cantando música nordestina, mas nunca esperei ser reconhecida como uma defensora do forró”, disse. “Quando cheguei ao Sudeste e percebi que todas as notícias que chegavam daqui eram ruins e que a ótica que as pessoas tinham da nossa região era depreciativa, entendi que a minha missão era representar minha cultura. E com ela criei meus filhos, tive netos e bisnetos. Até hoje canto no meu forró a beleza e a garra do nosso povo”, acrescentou.

Representando a família do compositor Humberto Teixeira, estava o cineasta Lírio Ferreira, que dirigiu o documentário musical “O Homem que Engarrafava Nuvens” e foi escolhido pela filha do compositor, Denise Dumont, para estar presente na ocasião. “Denise está felicíssima com a homenagem prestada ao pai dela e promete estar aqui para ver os festejos de junho. De minha parte, acredito que a PCR acertou mais uma vez em jogar esta luz sobre a vida e o legado de Humberto, cuja obra tem impacto que ainda hoje reverbera na cultura brasileira”, completou Lírio.

“Celebrar Humberto Teixeira e Anastácia é uma forma que a PCR encontrou para divulgar para a sociedade o papel e a contribuição que eles representam para a formação da identidade, não só de nordestinos, mas dos brasileiros de uma maneira geral”, comentou o secretário de Cultura, Renato L. O tributo prestado pela Prefeitura do Recife no Ciclo Junino de 2010 marca ainda duas efemérides: os 95 anos de nascimento de Humberto Teixeira e os 70 anos de vida de Anastácia.

Fonte: http://www.recife.pe.gov.br/2010/05/17/humberto_teixeira_e_anastacia_sao_homenageados_do_ciclo_junino_2010_171871.php

Comentários